terça-feira, 2 de junho de 2015

FUNDAÇÃO SOS RECEBERÁ CERTIFICAÇÃO DO PROGRAMA - "DRYLAND CHAMPIONS 2015"

O Programa "Dryland Champions" 2015, promovido pela Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação (UNCCD) em parceria com o Ministério do Meio Ambiente(MMA)/Departamento de Combate a Desertificação/Secretaria de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável, certificará em 17 de junho próximo, iniciativas de pessoas, organizações e empresas que contribuem para o manejo sustentável da terra, e, que melhorem as condições de vida das populações e as condições dos ecossistemas afetados pela desertificação e a seca.


Sede da Fundação SOS, no Sítio Pinheiros, Distrito do Caldas, Barbalha, CE

Dentre as Instituições não governamentais, a Fundação SOS Chapada do Araripe foi classificada para receber o certificado do Programa " Dryland Champions 2015" da Convenção das Nações Unidas para o Combate a Desertificação – UNCCD.
O evento ocorrerá na cidade de Caicó, no Rio Grande de Norte, em 17 de junho – "Dia Mundial da Desertificação", onde o Ministério do Meio Ambiente - MMA entregará a comenda ao representante da Fundação SOS e coordenador do projetos premiados, o biólogo e professor Mauricio Teles Freire.

Prof. Mauricio Teles Freire, biólogo e Coordenador dos Projetos premiados


Programa "Dryland Champions", entidade coordenadora da Certificações.

A Fundação SOS Chapada do Araripe concorreu com os Projetos e ações do Programa: "Trilhas do Cariri", entre eles o "Verdejando no Rádio" e o "Mata Ciliar", uma experiência piloto de uma inovação tecnológica para produção de mudas de plantas nativas, da região da Chapada do Araripe.


Programa de Rádio AM: "Verdejando no Rádio"



Neste projeto, os técnicos da Fundação, desenvolveram um inédito suporte, os "copinhos de bambu"; neles as mudas chegaram a resistir cerca de 10 – 12 dias, sem serem regadas, portanto, essa inovação seria uma alternativa sustentável capaz de de reduzir e, até eliminar o uso de sacos plásticos em viveiros.


Área piloto do Projeto: "Mata Ciliar", Sítio Pinheiros, Barbalha, Ceará

Mudas de espécies nativas da mata ciliar, a serem plantadas
ao longo de um trecho do córrego da nascente João Coelho.
 
Planta jovem  de  uma espécie  nativa  de  mata  ciliar, o torém,
Cecropia pachystachia, plantada junto com o copinho de bambu,
na margem do córrego.

Um exemplar de "torém", já com 200 dias de plantio.
Outras ações como o lançamento do Prêmio: "Ambientalista do Ano" e os projetos experimentais da Fundação foram desenvolvidos e avaliados pelo Programa "Dryland Champions", entre os quais o de "Gastronomia Regional", "Trocando Saberes com a Terceira Idade - Construindo a Sustentabilidade", "Tijolo Ecológico" e "Educação para a Sustentabilidade Ambiental".





Projeto: "Culinária Regional", resgatando os saberes e sabores das comunidades






Projeto; "Trocando Saberes coma Terceira Idade", parceria SESC/CE



Projeto: Educando para a sustentabilidade ambiental




Entidade Promotora do Programa;"Dryland Champions", em parceria
com o Ministério do Meio Ambiente(MMA)/Departamento de Combate
à Desertificação/Secretaria de Extrativismo e Desenvolvimento Rural
Sustentável.

 







Nenhum comentário:

Postar um comentário